Após seis meses de aulas no Curso de Português Básico, cerca de 100 venezuelanos receberão certificados de conclusão, nesta segunda-feira, 03, pelo projeto “Saber Compartilhado’, uma iniciativa do Centro de Migrações e Direitos Humanos da Diocese de Roraima, em parceria com as comunidades integrantes da Área Missionária São Raimundo Nonato. O grupo será a primeira turma certificada do projeto de aprendizagem.

A cerimônia acontecerá no Centro Pastoral da Área Missionária, localizado na Rua Sólon Rodrigues Pessoa, 1.873, no bairro Santa Luzia, às 19h30.

Entre as autoridades estarão os representantes do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR), Organização Internacional para as Migrações (OIM), representante da Operação Acolhida, além do bispo de Roraima, Dom Mário Antônio, padre Mauro Maia e a coordenadora do CMDH, Ir. Telma Lage.

Conforme Ir. Telma, o projeto iniciou em dezembro do ano passado como um gesto concreto da Campanha da Fraternidade de 2018, cuja temática era “Fraternidade e superação da violência”.

“Um dos grandes desafios para eles é a integração na sociedade, sendo necessário aprender a Língua Portuguesa para melhor comunicação e inserção no mercado de trabalho’, comentou.

Ainda conforme ela, muitos brasileiros também encontram dificuldades para conseguir redigir textos com o seguimento das devidas normas. “Juntar esses alunos na mesma sala de aula é uma estratégia para quebrar as barreiras de convivência entre brasileiros e imigrantes”, argumentou a religiosa.

“Às vezes a gente fica no senso comum, que ninguém quer nada, essa para mim é a maior prova que os imigrantes que chegam aqui [Roraima] querem muito. Querem aprender, trabalhar, se sustentar e muito mais. Bonito vê-los no fortalecimento da comunidade, eles cuidarem do espaço que eles usam para aprender”, afirmou a missionária sobre o interesse dos venezuelanos em aprender.

O padre Mauro Maia, responsável pela Área Missionária, já adiantou que a segunda turma já inicia no sábado seguinte. As inscrições estão abertas na Secretaria da Área Missionária São Raimundo Nonato, de 8 às 12 horas. O interessado deve estar munido de todos os documentos pessoais.

O sacerdote agradeceu a parceria voluntária dos professores durante as aulas, como também do ACNUR em equipar a sala para promover além de conforto, condições para haver um ambiente de aprendizagem. “Foram mais de R$ 76 mil de investimentos para o projeto. Mais de 17 itens comprados, desde centrais de ar, notebook a quadro negro com pincéis”, citou.